A Básilica de Santa Praxedes em Roma

Construída no século IX e famosa por seus mosaicos bizantinos, a Básilica Santa Praxedes  é dedicada a Santa Praxedes. Santa Praxedes foi uma heroína que salvou dezenas de cristãos durante a perseguição aos católicos. Ela também ajudava e que dava comida aos mais pobres.

Certamente podemos descrever a Básilica de Santa Praxedes como uma construção encantadora e de tamanha beleza. Seus mosaicos foram produzidos por artistas que o Papa Pascoal I trouxe especialmente de Bizâncio. Ao propósito, os mosaicos trazem fundos dourados ​​ousados e simbolismos cristãos. A obra mostra Cristo rodeado por São Pedro, Pudenciana e Zenão à direita, e Paulo, Praxedes e o Papa Pascoal à esquerda.

Todas as figuras têm auréolas dourados em volta da cabeça, com exceção de Pascoal. Pascoal que possui um nimbo azul para indicar que ele ainda estava vivo na época.

Igreja de Santa Praxedes em Roma

Quem visita a Igreja fica espantado com tamanha beleza e riqueza de detalhes existente em cada mosaico e com a presença da cor dourada que toma conta de toda a construção. Do lado de fora o prédio também chama atenção por sua grandeza.

Igreja Santa Praxedes: local repleto de significados.

Santa Praxedes é uma pequena igreja construída em Roma e dedicada a Santa Praxedes, filha do senador romano Pudêncio. No século IX, a igreja foi decorada com magníficos mosaicos bizantinos que chamam atenção até hoje dos turistas.

A igreja está localizada a poucos passos da maior Basílica papal de Santa Maria Maior. Pudêncio foi um senador romano e um dos primeiros defensores dos cristãos. Segundo a lenda, ele se alojou em São Pedro e foi martirizado na época do imperador Nero.




Dizem que ele teve duas filhas, Praxedes e Pudenciana. No entanto, não há documentação sobre suas vidas e esta irmã, provavelmente, nunca existiu. Quaisquer informações sobre a família, inclusive, são bem rasas e incompletas.

Mas segundo alguns relatos da história, Pudenciana e Praxedes se reuniram e enterraram os corpos de centenas de mártires cristãos. Por isso, cada uma tem uma igreja dedicada a elas. Como é o caso da Básilica de Santa Praxedes.

Di Mari27454Opera propria, CC BY-SA 3.0, Collegamento

Os textos presentes na igreja que narram a vida dos mártires e afirmam que a santa viveu entre os século I e II. Nos relatos, Pudêncio e seus quatro filhos – Prassede, Pudenciana, Novato e Timóteo, foram convertidos ao catolicismo por São Paulo.

Ainda de acordo com a história, toda a família foi perseguida e morta pelo imperador Antonino Pio. Posteriormente eles foram enterrados nas Catacumbas de Priscila (um pedreira na antiguidade). Para muitos cristãos esta é uma igreja muito importante da cidade de Roma. Muito importante sobretudo porque Pudêncio era um belo exemplo de pagão convertido, representando uma grande vitória para a igreja católica.

A Básilica de Santa Praxedes

A igreja foi construída em cima de uma pequena capela que continha os restos de Praxedes e existia já no quinto século. A igreja, em si,  data do final do século VIII, mas apenas na segunda década do século seguinte que o Papa Pascal I contratou os artistas bizantinos para criar as decorações com mosaico. Artes pelas quais a igreja é agora conhecida.

No final da construção, quem visita o local pode observar um disco de pórfiro (uma espécie de rocha) que marca o local de um poço, onde Praxedes enterrou mártires cristãos. Mais tarde ela foi enterrada no mesmo local.

Di Welleschik – Opera propria, CC BY-SA 3.0, Collegamento

Sabemos que Roma tem vários monumentos que valem a pena a visita, mas se você é católico ou se interessa pela história cristã não pode deixar de visitar o local.

Quem se interessa por mosaicos e uma arte de qualidade e simbolismos, ou é apaixonado por esta maravilhosa técnica, não pode deixar de passar pela Igreja Santa Praxedex.

Para os curiosos, este tipo de arte é conhecida como renascença carolíngia, termo inventado pelo francês Jean-Jacques Ampère, no final da primeira metade do século XIX.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: