Basílica de São Clemente

A Basílica de São Clemente é um lugar que pode ser facilmente esquecido no meio de tantas outras atrações religiosas em Roma. Mas essa igreja tem características únicas e isso faz com que ela se torne extremamente especial e inesquecível.

Por possuir uma decoração muito rica e subsolo divido em “camadas” que nos levam a períodos históricos diferentes, essa basílica nos proporciona uma verdadeira viagem no tempo.

Um pouco da história da Basílica de São Clemente

No século II depois de Cristo, a Basílica de São Clemente possuía em suas instalações uma mansão romana, cujo proprietário era Tito Flávio Clemente. Ele foi um dos primeiros homens do estado a se converter para a religião cristã.

Subterrâneos da Basílica de São Clemente

A sua mansão era utilizada na época como um local secreto para adoração ao deus cristão, pois naquela época o cristianismo era proibido e todos os que se converteram, começaram a ser perseguidos e até mortos.

Após alguns anos, onde eram realizadas as reuniões de adoração ao deus cristão, foi construído um templo de adoração ao deus Mitra. Esse templo funcionou normalmente até o final do século III.



Depois que a perseguição aos cristãos chegou ao fim, no ano 313 depois de Cristo, foi construída sobre a mansão uma basílica que foi abençoada pelo papa Sirício.

A basílica abençoada pelo papa sofreu muito no ano de 1084 com os saques realizados pelos normandos e isso fez com que ela ficasse esquecida e abandonada, já que havia sofrido muitos saques e não havia mais nada por lá.

Desta forma, a igreja foi sepultada a 5 metros abaixo do nível das ruas. Mas no ano de 1108, uma igreja construída pelas ordens do papa Pascoal II foi edificada sobre a igreja sepultada e é essa basílica que nós conhecemos hoje.

O que ver na Basílica de São Clemente

– Subterrâneos da Basílica de São Clemente

Subterrâneos da Basílica de São Clemente

Os subterrâneos presentes nessa igreja são impressionantes e nos revelam histórias com mais de 2000 anos. Lá é possível realmente fazer uma incrível viagem no tempo e sentir-se submerso em cada época que passarmos.

Ao descer os dois andares subterrâneos você verá muitas relíquias, algumas tão antigas que não estão em um estado tão bom de conservação, mas mesmo assim é possível apreciá-las.

– Afrescos

Os afrescos localizados no primeiro andar da escavação subterrânea são extremamente antigos, por conta disso eles não estão perfeitos, mas estão bons o suficiente para nos deixar impressionados com tamanha descrição de detalhes e dedicação feitas já naquele período.

– Mosaico com a crucificação de Cristo

Na ábside da igreja, você poderá contemplar um famoso mosaico que retrata a crucificação de Cristo. O mosaico possui detalhes extremamente bem trabalhados, é muito lindo e imponente.

– Mosaico de São Cirilo

O mosaico de São Cirilo é um dos destaques da Basílica de São Clemente. São Cirilo faleceu na cidade eterna e seus restos mortais foram enterrados na basílica.

By: Addy Cameron-Huff

– Restos de casas romanas

No ano de 64 depois de Cristo, houve um grande incêndio na cidade de Roma, onde muitos afirmam até hoje que este incêndio foi provocado pelo Imperador Nero. O incrível é que no segundo subsolo da basílica podemos ver os restos dessas casas romanas que foram atingidas pelo fogo.

– Altar do culto do deus Mitra

É possível ver um altar construído naquele período para cultuar ao deus Mitra, que era um deus poderoso, responsável pelas armas, deus dos vencedores e heróis. Até por isso, o deus só poderia ser cultuado por homens e atraía muitos soldados romanos que acreditava que venceriam qualquer batalha com o deus Mitra.

É possível ver também um pequeno riacho de águas cristalinas próximo ao altar, o que é algo muito impressionante pela pureza da água.

– Ábside e altar-mor

À Abside da igreja possui o mosaico com a crucificação de cristo, o mosaico é do século XII. A ábside em conjunto com o altar principal possuem uma incrível harmonia, inclusive os mármores utilizados como materiais. É regra visitarmos o altar principal de todas as igrejas, por isso você não pode deixar de ver o dessa igreja também.

Mosaico com a crucificação de Cristo
Assim…

Sabendo de tudo isso que você pode ter acesso na Basílica de São Clemente, é interessante tirar um tempinho para visitá-la com calma, ver os mosaicos, afrescos e todos os outros detalhes presentes nessa igreja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: