Palácio Doria Pamphilj em Roma

Certamente o Palácio Doria Pamphilj é considerado como uma herança cultural e histórica deixada em Roma pelos grandes senhores feudais. Hoje em dia, a maioria dos castelos e palácios históricos são utilizados amplamente em alguma forma de turismo.

A seguir, conheça um pouco do Palácio Doria Pamphilj e descubra o porquê visitar esse lindo local.

As exposições no Palácio Doria Pamphilj

As coleções de arte do Palácio Doria Pamphilj começou a ser construída em 1644 com o Papa Inocêncio X. Hoje elas reúnem incrivelmente mais de 400 obras que foram pintadas entre o século XV e o século XVIII.

Uma curiosidade interessante sobre as obras do palácio, é que elas mantêm a mesma ordem de exposição desde que foram o século XVIII, isso se comprova com um documento que detalha a posição de cada quadro dentro da construção.

O ponto alto da visita é inegavelmente o Retrato do Papa Inocêncio X, que foi pintado por Velásquez. O quadro é famoso pelo seu realismo ao retratar o pontífice como um homem inquietante e desconfiado.

Além das obras de arte, o Turismo pelo palácio leva à salas privadas que preservam sua arquitetura original e uma pequena capela lindíssima.

Salas do Palácio Doria Pamphilj

As salas do palácio em Roma são atrações fantásticas, entre elas se destacam algumas como:

Galerias dos Espelhos

Esta sala de estilo barroco é tão bela e chamativa que o seu conceito foi copiado por outras construções posteriores.

A sala consiste em um pátio central quadrado com galerias ao seu redor, todas com a decoração idêntica, parecendo espelhadas. Ao propósito, é nesta onde se encontram são mostradas várias pinturas famosas.

Sala de festas

Em seu auge, o palácio era utilizado pela nobreza para realizar festas, por isso existe um salão de bailes. Esse salão de festas é caracterizado por vários instrumentos musicais característicos.

Além disso, um trono fica exposto em outra sala que era utilizado para eventos da realeza.

Sala das esculturas

Conforme o seu nome, a Sala das esculturas pode ser considerada realmente como uma sala dupla. Enquanto uma é lar de várias esculturas do império romano, outra sala preserva esculturas e obras de paisagem do século XVII, estilizadas à moda de Poussin.

Um pouco da história do Palácio Doria Pamphilj

O palácio é um dos símbolos do Turismo de Roma, mas sua história começa com o sobrinho do Papa Inocêncio X, Camillo Pamphilj que renunciou ao título de cardeal para se casar com Olímpia Borghese e, por meio do dote, herdar o Palácio Aldobrandini.

By: Alejandro

Em 1654, após um exílio, o casal se instala no palácio e começa várias obras de expansão e reformas, comprando as residências vizinhas para destruí-las e ganhar espaço.

Com o falecimento de Camillo em 1666, os seus dois filhos, Giovanni e o Cardeal Benedetto continuaram as obras. Porém a filha de Camillo, Anna Pamphili casou-se com Giovanni Andrea III Doria Landi, em 1671.

E foram os descendentes de Anna e seu marido que herdaram o palácio, que foi renomeado como Doria Pamphili em 1763.

Atualmente Dom Jonathan e Dona Gesine Pogson Doria Pamphili residem e cuidam do castelo.

Conheça mais curiosidades sobre Roma.

O Turismo italiano é surpreendente, com vários pontos turísticos e atrações é realmente encantador, principalmente seus palácios e igrejas.

Acompanhe os nossos conteúdos e descubra mais curiosidades e dicas de viagem para aproveitar a sua estadia na cidade que já foi o mais poderoso império do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: