Matera – Capital europeia da cultura 2019

Que a Itália é um país icônico você provavelmente já sabe, certo? O que talvez não saiba, porém, é que é de lá a cidade escolhida como a Capital europeia da cultura  2019. Estamos falando especificamente da região de Matera, que fica ao sul do país.

Em comemoração a esse fato histórico, diversos eventos já acontecem e ainda acontecerão por lá no próximo ano. Certamente esses acontecimentos fazem do local uma das boas apostas turísticas para 2019.

 A seguir você pode conhecer um pouco mais sobre a região e o que fazer em uma visita por lá. Veja!

O que você precisa saber sobre Matera

Matera – Capital europeia da cultura 2019

Situada ao sul da Itália, conforme mencionamos anteriormente, Matera é em prática uma comuna (cidade) com  60 mil habitantes. Matera chama atenção primordialmente pelo teor histórico.

Sua Importância é evidenciada por seu centro considerado Patrimônio Mundial da UNESCO há 25 anos. Aliás, principalmente por ser a primeira a receber esse “título” na Itália. Um dos detalhes que destacam a pequena cidade é o fato de ter sido não erguida, mas escavada em pedra.

 


Outrossim justificado por ser a terceira cidade mais antiga da história, ficando atrás apenas de Jericó e Biblos, situadas no Líbano.

Vale dizer, no entanto, que nem por isso suas características foram sempre bem vistas. Por volta dos anos 50, por exemplo, ela foi considerada uma espécie de “vergonha nacional”, na opinião de diversos escritores e políticos da Itália.

Em função principalmente das condições precárias de vida daqueles que residiam na região onde faziam das cavernas a própria habitação. Porque viviam juntos de animais correndo risco de doenças.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em meio a esse cenário, Matera acabou passando por um processo de deslocamento de famílias em 1952, quando as casas foram abandonadas. Tempos depois, uma remodelação da área encabeçada por empreendedores, transformou as residências do local.

As cavernas e moradias precárias deram lugar a bares, restaurantes e museus com requintes históricos. Isso justifica hoje a sua escolha como a Capital da cultura europeia 2019.

O que ver em Matera?

Dentre os atrativos que podem ser encontrados na região, podemos relembrar o já mencionado centro histórico. Surpreendentemente um espetáculo à parte para quem é fã de cultura.

Nesse caso, porém, é importante contar com o apoio de um guia, que pode ser contratado em serviços como o do Martulli Viaggi. Além disso, também é de suma importância fazer uma visita às cavernas.




Outra possibilidade é passear de tuk tuk pela região externa da cidade, por assim dizer. O passeio é curto, mas quem faz é unânime em dizer: vale muito a pena.

Além destes destaques, é claro que também é possível aproveitar os demais atrativos da região, como os bares, que como tudo na cidade, possui um aspecto “retrô”, para dizer o mínimo.

Como chegar até Matera?

Para quem não sabe ao certo qual o percurso para chegar à Matera, também temos algumas informações importantes. De modo geral, o mais prático é ir à cidade através do aeroporto de Bari, com voos partindo de Roma.

Na maioria das vezes os custos não são elevados e é possível conseguir se deslocar até por 13 euros em companhias Low Cost, uma verdadeira pechincha.

Para quem não é muito fã das Low Cost, os valores também não tendem a ser absurdos, ficando no máximo um pouco mais de 100 euros. Ao aterrissar em Bari, é hora de alugar um carro e partir para Matera, descendo através de Puglia.

No caminho também é possível aproveitar os encantos da parte histórica de Bari e conhecer regiões como Ostuni e Alberobello, antes mesmo da própria Matera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: