O Coliseu em Roma

Ir a Roma e não visitar o Coliseu é o mesmo que comer uma feijoada sem feijão. É algo inegavelmente incrível que não dá para não fazer. Afinal, este monumento é um dos melhores exemplos existentes atualmente da arquitetura romana. Localizado na capital italiana, todos os anos ele é visitado por milhões de turistas de todas as partes do mundo.

 O que não poderia ser diferente devido sua arquitetura tão espetacular que apresenta habilidades e técnicas utilizadas pelos engenheiros e arquitetos da época. Por tudo isso ele é considerado um importante monumento histórico e arquitetônico da humanidade. Afinal, ele é um verdadeiro símbolo do império romano.

Construído em formato cilíndrico, o intuito de sua construção era promover entretenimento ao povo romano. Caça de animais e combate entre gladiadores são apenas alguns exemplos dos espetáculos que ali eram realizados.

O que foi o Coliseu de Roma?

O Coliseu de Roma na verdade se trata de um suntuoso anfiteatro que foi construído no ano 72 d.C. a mando do imperador Flávio Vespasiano. Seu objetivo era proporcionar a população um local propício a realização de espetáculos de entretenimento.

 Foram necessários 8 anos de trabalho árduo para conseguir levantar essa importante construção romana. Quando isso aconteceu quem governava Roma não era mais Flávio Vespasiano e sim seu filho, Tito. Com o intuito de prestar uma homenagem a seu pai a construção foi batizada por Tito de “Anfiteatro Flávio”.

 Atualmente conhecemos essa importante construção pelo nome de Coliseu. Segundo alguns historiadores talvez este nome só tenha aparecido no século XI centenas de anos após sua construção.

 Eles acreditam que a inspiração para esse nome se deve a uma estátua do Colosso de Nero que ficava nas proximidades do local dessa construção.

 Antes de ser construído Roma não possuía nenhum anfiteatro permanente e por isso ele foi considerado o primeiro. Até o ano 404 este foi um importante espaço de lutas. Mas isso mudou após o imperador Flávio Honório proibir que os gladiadores continuassem a combater ali.

 Foi a partir desse momento que o Coliseu passou a ser utilizado para outras finalidades. Uma delas era funcionar como um cenário que simulava batalhas navais. Nessas ocasiões, a arena era alagada para propiciar o ambiente necessário para esses combates.





No século XI o Coliseu serviu de fortaleza para a família Frangipani que pertencia a nobreza. Seus membros se abrigaram ali para se proteger das batalhas com grupos rivais.

Estrutura

Na construção desse importante monumento romano foram utilizados em sua estrutura bronze e mármore. Sua fachada possuía uma riqueza de acabamento extraordinário e o topo do estádio contava com um sistema retrátil que protegia do sol quem ali se encontrava.

 Entretanto, durante a Idade Média tanto o bronze quanto o mármore foram saqueados aos poucos. Isso acontecia para que os monumentos católicos e as igrejas fossem ornamentadas. Algumas das peças de mármore deste anfiteatro foram utilizadas na construção da Basílica de São Pedro.

 Atualmente este monumento está em ruínas e até existe uma ameaça de desabamento. Entretanto, todo seu esplendor ainda existe e é possível notar ao fazer uma visita. Ele está localizado no centro de Roma e é considerado um importante sítio arqueológico.

 Todos os anos milhões de visitantes podem circular por seu interior e sentir de perto todo o clima de grandiosidade que este anfiteatro emana.

Para que foi construído o coliseu de Roma?

Entreter a população de Roma. Este era o principal objetivo da construção do Coliseu. Como prova disso logo após sua construção foram organizados os primeiros combates com o intuito de comemorar sua conclusão.

 Foram em torno de 100 dias de combate. Nesse período, centenas de gladiadores e em torno de 5 mil animais ferozes se enfrentaram e foram mortos.

 Para assistir a tudo isso o público ficava nas arquibancadas que estavam 3 metros acima do solo e delirava com os jogos. A capacidade do anfiteatro era para mais de 50 mil pessoas enquanto que sua arena media 85 por 5 metros.

 É claro que o imperador de Roma estaria presente no Coliseu para presenciar esses momentos. Por esse motivo foi construído um camarote para ele se acomodar. Ele ficava bem próximo a arena e antes do início dos espetáculos os gladiadores o reverenciavam.

 A saudação que eles utilizavam era “Salve César! Aqueles que vão morrer te saúdam” que ficou muito famosa.

Em suma…




O Coliseu é um importante monumento arquitetônico e histórico de grande valor para a humanidade. Ele pode ser visitado por turistas de todas as partes do mundo que desejam sentir um pouco da sua magnitude de perto.

 Conte-nos o que você achou do nosso conteúdo. Comente, deixe sua opinião e caso tenha gostado compartilhe nossa página nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: