O Mausoléu de santa Constança

 

O Mausoléu de Santa Constança é um complexo monumental de uma antiga câmara funerária imperial na região nordeste de Roma. Decerto uma espécie de basílica cristã primitiva, talvez o exemplo mais característico em toda Roma.

Datado do século IV, esta construção imponente apresenta mosaicos no teto bem preservados e sobretudo formas arquitetônicas únicas. Considerada como uma das igrejas mais antigas de Roma, o Mausoléu de Santa Constança é mais do que um edifício. Ele é sobretudo um tesouro de algumas das primeiras obras de arte cristã em Roma.

Segundo a tradição, o mausoléu foi construído por Constantina, uma das filhas do imperador Constantino (quem legalizou o cristianismo). O mausoléu foi decorado inegavelmente com muita pompa – o mais adequado à filha de um imperador.

Isso explica os mosaicos que decoram o teto e as paredes da igreja, que, como mosaicos do século IV, são uma das mais importantes artes cristãs primitivas do mundo.

Mausoléu de santa Constança em Roma

Por que conhecer a construção?

Segundo a tradição, o mausoléu foi erguido durante o reinado do imperador romano Constantino o Grande. Ao propósito, a ideia é que ele fosse um mausoléu para sua filha Constantina, que morreu em 354. A irmã dela, Helena, falecida em 360, também acabou sendo sepultada lá.

Na Idade Média, o mesmo prédio foi construído como a igreja de Santa Constança, e está localizado próximo da basílica de Sant’Agnese, do século IV. 




Surpreendentemente, os dois prédios foram construídos sobre as catacumbas mais antigas de toda a Roma. Além disso, há relatos de que da própria Santa Inês tenha sido enterrada embaixo desses locais. Vale lembrar que Constantina era uma devota fervorosa de Santa Inês. 

O mausoléu de Santa Constança é um edifício de tijolos redondos com uma pequena varanda construída na ala oeste. No interior, há um altar simples sob uma cúpula central. A área é cercada por 12 pares de colunas romanas. Originalmente, as paredes eram cobertas de mármore.

Di © José Luiz Bernardes Ribeiro, CC BY-SA 4.0, Collegamento

Em frente à entrada, no lado leste do mausoléu, há um grande espaço contendo um sarcófago. Nele podemos admirar as decorações em relevos de putti (meninos) colhendo uvas, certamente um tema comum na arte clássica.

Contudo, se trata de uma réplica do túmulo do grande Pórfiro que se encontra hoje a nos Museus Vaticanos. O túmulo original foi transportado posteriormente no Vaticano por volta de 1785.




Acredita-se que o túmulo de Constança seja o sarcófago em forma de cubo, hoje localizado no transepto esquerdo da Basílica de São Pedro, transferido para lá em 1606.

Localização e estilo

O Mausoléu de Santa Constança está localizado na Via Nomentana, região nordeste de Roma. Para visitar o local você pode utilizar a linha de ônibus 90 ou 36, e também pode ir de metrô B (linha azul). O prédio fica aberto ao público das 9h às 12h e também das 16h às 18h.

Além de ser muito bonito, ele está localizado em uma boa área com cafés e lojas bem movimentadas. Quanto ao estilo de construção, o prédio é redondo e tem um estrutura bem semelhante à  igreja de Santo Estêvão.

Vista interna do Mausoléu de santa Constança
Di © José Luiz Bernardes Ribeiro, CC BY-SA 4.0, Collegamento

Quem visita o espaço pode observar que ele é dividido em duas seções por colunas duplas de granito verde e vermelho. Muitas pessoas ficam encantadas com os mosaicos do ano 360 presentes no teto abobadado, sendo eles os mosaicos monumentais mais antigos de Roma.

Como já era de se esperar, o tema escolhido para decoração do mausoléu é próprio do período em que foi realizado, com destaque para os desenhos geométricos feitos sobre fundo branco.

O que é bem forte no local, são as pinturas que mostram a mudança das crenças pagãs para as cristãs, claro sem levar em conta as suas raízes. Diante de todas essas citação, aposto que é bem difícil não querer conhecer o local e ver de pertinho cada detalhe do monumento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: