Pietà Vaticana

Pietà Vaticana ou simplesmente Pietà, esculpida por Michelangelo é certamente um dos maiores tesouros custodiados na Basílica são Pedro. Sua magia e significado resplende e encanta os milhares de fiéis em visita ao Vaticano.

Como se pode imaginar, a palavra pietà em italiano, quer dizer Piedade na nossa língua. Esse é o nome da escultura mais conhecida de Michelangelo Buonarroti, ou melhor, talvez a escultura mais conhecida no mundo.  

A Pietà foi encomenda em meados de 1497, período em que Michelangelo ainda pouco conhecido residia em Roma. A encomenda foi feita pelo cardinal francês Jean Bilhères e se destinava a sua sepultura dentro de uma capela na igreja de santa Petronilla.

Um pouco mais sobre Pietà

Realizada entre 1497 e 1499 possui 1.74m de altura e 1.95m de largura (estátua foi construída em tamanho natural). É profunda 0.69m e atualmente se encontra na Basílica são Pedro no Vaticano.

Considerada por muitos como o seu primeiro grande trabalho, ela foi inteiramente realizada em mármore Carrara. Muito intuitivo, o jovem Michelangelo foi pessoalmente à cidade de Carrara para escolher melhor bloco de mármore para realiza-la. Sua intuição estava correta, A Pietà Vaticana de Michelangelo é tida por muitos historiadores como a sua primeira grande obra.

Como à pouco mencionado, o cardinal francês Jean Bilhères encomendou o trabalho a michelangelo. Todavia, por se tratar de um escultor ainda muito jovem e desconhecido, estipulou um contrato com todas as instruções a serem seguidas.

Algumas regras do contrato principais no contrato :

  • a definição do mármore como material usado
  •  a escolha de Nossa Senhora com Jesus Cristo morto no seu colo a ser esculpida (tipo de escultura muito presente naquele período)
  • o período de 1 ano para a conclusão da obra (não foi possível respeitar o período para sua conclusão mas o resultado foi surpreendentemente)

Após sua conclusão a estátua foi levada à igreja de santa Petronilla como combinado, mas não permaneceu ali por muito tempo. Algum tempo depois, santa Petronilla foi destruída e a estátua foi transportada à basílica são Pedro passava por uma reforma.

Ao longo dos anos a obra de arte ocupou vários lugares dentro da basílica. Atualmente ela se encontra na primeira capela à direita do corredor, na chamada “Capella della Pietà”, devido ao grande sucesso de visitas.

A única obra assinada por Michelangelo

O sucesso da escultura foi imediato, por certo, sua beleza deixava todos sem palavras. Sua harmonía, os detalhes realísticos das vestimentas e dos rostos impressionam ainda hoje.

Pouco tempo depois da execução da obra Michelangelo fica muito conhecido e considerado como um dos artistas mais importantes da sua época. 

De acordo com alguns estudiosos, Michelangelo posteriormente a realização da escultura decidiu inserir a faixa que atravessa o busto de Maria e nela pode ser vista a sua assinatura.

 

Curiosidades 

No dia 21 maio de 1972 a escultura foi exposta ao público. Um turista australiano que visitava a basílica golpeu com um martelo varias vezes a a estátua que sofreu inúmeros danos sobretudo no braço e no rosto da virgem. Mais tarde, descobriu-se porém, que o turista sofria de problemas mentais.

Felizmente graças a um grupo de restauradores comandado pelo brasileiro Deoclécio Redig de Campos,  formado em história da arte e diretor do Museu Vaticano a obra foi restaurada.

Atualmente ela é protegida por vidros à provas de bala.

Em 1964 com a autorização do Papa João XXIII, a Pietà Vaticana foi levada à Nova Iorque e exposta no pavilhão que representava o Vaticano na exposição mundial.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: