A basílica de Santa Maria em Trastevere

A Basílica de Santa Maria em Trastevere é um dos lugares religiosos mais amados pelos romanos. A basílica de Santa Maria encontra-se no coração da cidade eterna, no bairro Trastevere.

Sua história está certamente ligada ao destino histórico e aos eventos religiosos que marcaram esta incrível cidade.

Notas históricas sobre a Basílica de Santa Maria em Trastevere

By: Graeme Churchard

A origem da primeira estrutura da basílica remonta a 217 a.C. Sua construção foi iniciada pelo papa Calisto I, contudo só foi concluída sob o pontificado de Julio I.

Durante os anos a basílica de Santa Maria in Trastevere passou por diversas reformas e várias mudanças. Primeiramente, podemos citar o caso dos corredores laterais que foram construídos entre o oitavo e o nono século. Posteriormente, outras obras foram realizadas no presbitério e na área onde hoje se encontra o túmulo do Papa executou sua construção.

Do ponto de vista arquitetônico, a Basílica de Santa Maria em Trastevere encontrou sua forma definitiva sucessivamente em meados dos anos 1100.

Do lado de dentro, como era de costume naquele tempo, encontramos materiais que vieram diretamente das Termas de Caracalla. As antigas construções romanas foram literalmente despojadas de mármore, portas, colunas, etc.




Esses trabalhos foram realizados graças a Inocêncio III, que, apesar de não estar presente no final das obras, se ocupou em deixar o dinheiro para sua conclusão.

O pórtico que hoje se apresenta com 4 arcos para acolher os fiéis só foi construído no século 18, sob comissão do Papa Clemente XI.

Uma das restaurações mais importantes ocorreu na segunda metade do século XIX, quando Pio IX confiou o trabalho ao arquiteto Virginio Vespasiani.

Visitando a Basílica de Santa Maria em Trastevere

Basílica de Santa Maria em Trastevere tem vista para a homônima praça, lugar de reunião, encontros e convívio nas noites romanas desde os primeiros tempos.

Sua fachada é enriquecida por um mosaico muito antigo que representa Maria amamentando o menino Jesus. Este mosaico pode ser considerado como um dos mais raros que ainda pode ser admirado na história da arte.

Dentro, a basílica é composta por 3 corredores que formam um único grande espaço graças à presença de colunas iônicas e coríntias.

A sensação que se tem ao entrar é de grande contemplação e introspecção diante de tanta magnificência artística e religiosa.
O teto também captura a nossa atenção graças ao encantadores afrescos executados por Domenichino encomendados por Pio IX.

Ao lado dos corredores se encontram várias pequenas capelas, como a capela Santa Francesca Romana e a capela da Natividade, respectivamente, feitas por Giacomo Zoboli e Etienne Parrocel. É presente também o túmulo de Júlio I, o Papa que completou em sua primeira construção. 

Também se encontra ali, um dos símbolos mais importantes para o culto católico em Roma, o transepto. Ali reina um imperioso órgão datado de 1700, totalmente funcional. O órgão é somente usado durante as celebrações solenes. 

Fé e lenda na Basílica de Santa Maria em Trastevere

A basílica de Santa Maria em Trastevere
basílica di santa Maria in Trastevere

Diz a lenda, na praça em frente à fachada da basílica, um milagre ocorreu por volta das 38 a.C. Jorrava do terreno uma substância que parecia ser óleo mineral, de modo que a fonte era chamada “fons olei”. Os fiéis viram neste sinal um aviso da vinda de Cristo, como a “unção do Senhor”.

O lugar onde aconteceu este milagre ainda hoje é marcado em um degrau perto do presbitério e tornou se um lugar de devoção para os fiéis. 

A criação da basílica parece estar ligada à presença de outra construção já existente. Um oratório edificado sempre por Calisto I. Até pelo menos o século VI este lugar era dedicado ao “titulus Calixti”.

A Basílica de Santa Maria em Trastevere foi a primeira a ser dedicada à Virgem Maria em Roma. Ainda hoje mantém a hegemonia no que diz respeito à fé e à devoção daqueles que acreditam e aqueles que rezam para essa figura tão importante para o cristianismo.

Quando visitar basílica de Santa Maria em Trastevere.

  • A basílica é aberta todos os dias das 07,30 às 21,00  
  • no mês de agosto das 08,00 as 12,00 e das 16,00 as 21,00 

horário das missas:

  • de segunda a sexta 09,00 – 17,30 – 20,30
  • aos sábados 09,00 – 17,30 – 20,00
  • aos domingos 08,300 – 10,00 – 11,30 – 17,30 – 18,45

Durante as missas não é possível visitar bbasílica

Como chegar

  • Com o bonde linha 8
  • Com ônibus linhas, 23, 64, 125 parada “piazza Sant’ Egidio

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: