Basílica dos santos Apóstolos

A Basílica dos Santos Apóstolos é uma construção religiosa que em um primeiro momento passa despercebida. O exterior do prédio não chama muito a atenção, mas quem está viajando com interesse na história e arquitetura este é um lugar que deve fazer parte do roteiro.

 Se seu exterior não chama muito a atenção seu interior é simplesmente deslumbrante. O edifício é suntuoso e ainda contém diversas obras de arte belíssimas além de um sossego sem igual. Dessa forma o visitante pode vislumbrar cada detalhe com calma enquanto o silêncio reina.

 Originalmente esta basílica foi dedicada a São Filipe e a São Tiago Menor, mas posteriormente passou a se dedicar aos doze apóstolos. Hoje em dia quem cuida dela são os franciscanos conventuais, mas o quartel-general está localizado em Roma, no edifício anexo.

Existem diversos motivos para conhecê-la mais de perto. A Capela do Cardeal Bessarion, as capelas laterais, as criptas e sua decoração magnífica são apenas alguns deles.

Um pouco da história da basílica dos santos Apóstolos

Originalmente quem construiu a Basílica dos Santos Apóstolos foi o papa Pelágio I com o intuito de celebrar a vitória dos Narses contra os ostrogodos. Mas quem a dedicou a São Filipe e São Tiago Menor foi o papa João III.

 Construído no século VI, o edifício original acabou ruindo em 1348 após um terremoto e foi abandonado. Mas o papa Martinho V ordenou a restauração da sua fachada em 1417. Ele pertencia a família Colonna que era dona do Palazzo Colonna que ficava vizinho a igreja.




 Quanto ao seu interior Melozzo da Forli o decorou em afrescos com murais em Santi Apostoli. Como ele utilizou uma técnica de esforço inovadora esses murais ficaram muito famosos e depois foram reconhecidos como obras-primas do artista.

Di Livioandronico2013Opera propria, CC BY-SA 4.0, Collegamento

 Algumas reformas foram feitas pelo papa Clemente XI. Os afrescos que Melozzo fez, por exemplo, uma parte foi transportada para o Palácio Quirinal e Museus Vaticanos. Mas alguns também foram destruídos. Seu interior foi modificado por um projeto de artistas barrocos: Francesco Fontana e Carlo Fontana.

 Seu projeto foi concluído em 1714, mas a basílica passou por uma nova reforma em 1827. Dessa vez sua fachada foi renovada por Giuseppe Valadier.

O que ver na basílica dos santos Apóstolos

O interior da basílica dos Santos Apóstolos possui uma beleza extraordinária. Ela conta com diversas obras de arte e pinturas belíssimas. No teto está a pintura de Baciccio, o “Triunfo da Ordem de São Francisco” que foi pintada em 1707.

 Os afrescos dos Evangelistas também se encontram ali e parece que os anjos saem da abóbada. Realmente encantador e magnífico. No santuário há o afresco de Giovanni Odazzi que representa a “Queda de Lúcifer e seus Anjos”.

Na parte direita do altar-mor encontram-se os túmulos do cardeal Raffaele Riario e do conde Giraud de Caprières. Na sua esquerda está o monumento ao cardeal Riario e que muito possivelmente foi ele mesmo quem o projetou. Ali também encontra-se a Madona de Mino da Fiesole.

 No pórtico da antiga igreja na parede do seu lado direito está o antigo baixo-relevo. Ele contém uma águia com coroa de carvalho em suas garras. Do outro lado há o monumento ao gravador Giovanni Volpato.

interior da basílica dos Santos Apóstolos

As capelas da basílica dos Santos Apóstolos

 A basílica dos Santos Apóstolos possui doze capelas sendo que três delas possuem cúpulas, mas todas são feitas em mármore e decoradas por pinturas. A primeira a direita é a Capela da Imaculada que contém a pintura da Madona de Nicola Lapiccola. Na Capela de Santo Antônio encontram-se oito colunas feitas em mármore além da pintura de Benedetto Luti.

 Ainda do lado direito está a Capela da Crucificação que é dividida em dois corredores e uma nave. Na capela localizada a esquerda da cripta está a obra de Andrea Bregno. Ali também encontra-se o túmulo de Raffaele della Rovere que foi o pai do papa Júlio II e irmão do papa Sisto IV.




 Outra opção de visita é o túmulo do papa Clemente XIV que encontra-se na última capela da esquerda. Lá está uma estátua do papa além disso, existem outras duas belíssimas: “Temperança” e “Clemência”. Há ainda a sacristia da Capela de São Francisco e na última capela, em seu altar, a obra de Francesco Manno, a “Deposição da Cruz”.

 No lado esquerdo, no segundo pilar, encontra-se o epitáfio do cardeal Bessarion além de um retrato do mesmo feito no século XVI.

Horário e endereço da basílica do santos Apóstolos

A basílica dos Santos Apóstolos fica próxima ao museu de cera. Quem vai ao Quirinale da Piazza Venezia deve pegar a primeira rua a esquerda. Seu endereço é Piazza dei Santi Apostoli 51, 00187 na capital italiana Roma. Seu horário de fechamento é às 12h30, mas ela reabre às 15h.

Conclusão

A basílica dos Santos Apóstolos não é tão conhecida quanto outras tantas igrejas de Roma, mas com certeza vale a pena conhecê-la. Seu teto é belíssimo assim como seu interior e a cripta. O lugar é tranquilo e perfeito para quem gosta de história e arquitetura.

 Conte-nos o que achou do nosso conteúdo e aproveite para compartilhar nossa página.

Di Peter1936FOpera propria, CC BY-SA 3.0, Collegamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: