Galleria Borghese

Quem vai fazer turismo em Roma não pode deixar de visitar o museu Galleria Borghese. Considerado um parque extremamente lindo, romântico e um dos maiores de Roma, a Villa Borghese é responsável por abrigar a famosa galeria, que se tornou um local de propriedade pública.

Perto da vila fica a Piazza Spagna e a Piazza del Popolo, sendo considerados também principais e ótimos pontos turísticos. As duas praças possuem entrada para o parque, uma  ao sul ( praça Spagna ) e outra ao oeste ( praça del Popolo ).

Um pouco da história da Galleria Borghese

Galleria Borghese

A história do museu Galleria Borghese é interessante porque as coisas não aconteceram de forma planejada a fim de criar-se um museu na cidade.

Em 1605, Scipione Borghese, cardeal e parente do papa Paulo V, começou a construir o maior jardim em Roma. No jardim ficavam os vinhedos de sua família e também uma pequena casa de temporada. Atualmente é lá que se encontram as instalações do museu Galleria Borghese.

A pequena vila que tinha como objetivo ser um local para festas e coleção de artes da família. Assim, todo o projeto de construção do local foi idealizado com o intuito de otimizar salões para que o objetivo pudesse ser cumprido da melhor forma possível.

Esse espaço era bem afastado da cidade, servindo assim como um local de sossego para a família proprietária. Eles muitas vezes sentiam a necessidade de estar distante da cidade por causa das intrigas que aconteciam no Vaticano.

A propriedade sempre foi aberta para a população, mesmo sendo uma propriedade privada. Porém, no ano de 1903 a propriedade foi comprada pela cidade e passou a ser oficialmente um parque público.





Scipione Borghese possuía uma enorme influência dentro do Vaticano devido ao fato de ser um cardeal. Era um homem que apreciava e gostava de colecionar obras de arte, tanto que as levou para a pequena casa de temporada. É na pequena casa de temporada que se encontra é o atual museu Galleria Borghese. várias obras de artes.

Inclusive, algumas esculturas de Bernini presentes no local foram feitas na própria vila Borghese.

Algumas peças importantes do Museu de Louvre, localizado em Paris, vieram da Galeria Borghese, pois em 1808 o príncipe Camillo Borghese foi obrigado a vender parte da coleção de artes de sua família para o seu cunhado Napoleão Bonaparte.

Principais atrações do museu Galleria Borghese

Há muita coisa para se fazer no museu Galleria Borghese, desde um piquenique nos jardins até uma visita incrível pelo museu.

Os jardins podem ser visitados de forma gratuita, mas para visitar o museu é necessário pagar, pois as visitas são realizadas mediante o pagamento e com hora marcada.

Por isso, se você pretende ir visitar o museu durante o verão da Europa é mais que aconselhável você realizar a compra do ingresso com bastante antecedência.

– Esculturas e pinturas

Lá é possível ver diversas pinturas e esculturas de artistas famosos como Gian Lorenzo Bernini, Caravaggio, Leonardo da Vinci, Rafael, Rubens e Ticiano.

– Teto repleto de afrescos e mosaicos

O museu Galleria Borghese era de propriedade de um dos homens mais ricos de Roma. Por esse motivo ele decidiu investir em todos os detalhes, inclusive o teto. É recomendável que você olhe e aprecie o teto de todas as salas, pois eles são totalmente decorados e são verdadeiras obras de arte.

Os afrescos e mosaicos da galeria podem ser observados do teto. Eles estão em todo o canto e vão te deixar de queixo caído diante de tanta perfeição.

– Jardins

Os jardins são gratuitos e podem ser aproveitados para fazer um piquenique em família. Além disso é o panorama ideal para ver o lindo pôr do sol e até mesmo fazer uma bela caminhada.

Você pode conhecer os jardins pela manhã e fazer visitar à galeria pela tarde ou vice e versa. O  importante é aproveitar o momento e ver tudo com muita calma, para não deixar passar nenhum detalhe.

Em resumo…

O museu de Galleria Borghese é um ótimo lugar para uma visitação. É igualmente belo e ideal para relaxar e conhecer as principais obras dos importantes artistas italianos. Para esse passeio é necessário que você faça uma programação para aproveitar melhor cada segundo que passar por lá.

Não vá visitá-lo com pressa, se possível tire somente um dia para fazer isso. Com toda certeza não haverá arrependimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: